Nova situação de aeroporto é resultado da ‘luta de todos’, aplaude Délia Razuk

Aeroporto de Dourados passa a operar em condições meteorológicas restritas, incluindo o modelo ATR 72 da Azul – Divulgação

A publicação, pelo Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo), organismo do Comando da Aeronáutica, das cartas para operação por instrumentos (IFR) contemplando o aeroporto Francisco de Mattos Pereira, em Dourados, conforme previsto para o dia 25 de maio, “vem coroar uma luta de todos para colocar, cada vez mais, a nossa cidade na posição que merece”. A avaliação é da prefeita Délia Razuk, ao destacar a importância desse avanço na estrutura aeroportuária do Município.

 

Com esse procedimento, as aeronaves com destino a Dourados poderão operar em condições meteorológicas restritas, incluindo o modelo ATR 72 da Azul, por exemplo, que tem sido visto, constantemente, fazendo manobras para pouso no aeroporto de Campo Grande, diante das dificuldades do clima em determinadas circunstâncias. Com isso, na opinião da prefeita, “parte dos nossos problemas estão resolvidos”.

 

De acordo com o piloto da aviação civil Domingos Renato Ventorini, um dos diretores do Aeroclube Dourados, “essa é uma conquista coletiva, através da somatória de esforços do Aeroclube de Dourados, da Aced, da Brigada Guaicurus, a FAB, Prefeitura de Dourados e mais um grande número de cidadãos que, unidos, começaram essa batalha, buscando uma alternativa para os cancelamentos dos voos em dias de meteorologia adversa”.

 

Com a publicação dos novos procedimentos, as aeronaves do porte do ATR72 ou superior poderão realizar o procedimento de operação por instrumentos (na sigla IFR) na categoria “para circular”, com mínimo de operação de 700 pés teto (cerca de 214 metros). “Hoje, essas aeronaves só são permitidas a operarem em condições de teto de 1500 pés (cerca de 457 metros)”, lembra publicação do blog Aeroporto de Dourados, canal de notícias independente sobre as atividades do terminal.

 

Para a prefeita Délia Razuk, é preciso destacar “os esforços do ex-prefeito Murilo, que elegeu o nosso aeroporto como uma das prioridades do mandato dele, o empenho do Aeroclube, o trabalho de toda nossa equipe, junto às autoridades da Aeronáutica e a dedicação sempre presente do nosso comandante do Exército, o general Lourenço Willian, da 4ª. Brigada, que também não mediu esforços nesse sentido”.

 

Agora, de acordo com o secretário municipal de Planejamento, José Elias Moreira, começa uma nova fase: “Vamos continuar trabalhando, dentro de um projeto que envolve recursos da ordem de R$ 40 milhões, para dotar o nosso aeroporto das condições para operar com aeronaves de grande porte, através da readequação do terminal de embarque/desembarque, da ampliação da pista e das mudanças necessárias para elevar nossa categoria a internacional, e facilitar a ligação com os maiores centros e países que realizam negócios com a gente”, afirmou o secretário.

Publicado em: 29/05/2017 as 7:34 horas
Desenvolvido pelo Depto de Tecnologia da Informação - Secretaria Municipal de Administração - Prefeitura de Dourados - 2018