Semana Mundial do Brincar envolveu 5 mil pessoas e 100 instituições em Dourados

Incentivar o brincar “livre” foi a proposta central da Semana Mundial do Brincar em Dourados – Gizele Almeida

Cerca de 100 instituições entre escolas municipais urbanas, do campo, indígenas, centros de educação infantis, instituições conveniadas e universidades públicas e privadas parceiras participaram da Semana Mundial do Brincar em Dourados. A mobilização com o tema “O Brincar que Abraça a Diferença” aconteceu pela primeira vez no município, estruturada pela Prefeitura, por meio da Semed (Secretaria Municipal de Educação).

Conforme o Núcleo de Educação Infantil, que organizou as ações, com apoio da Aliança pela Infância, pelo menos 5 mil pessoas participaram do projeto, entre servidores das unidades, alunos, familiares e comunidade escolar.

“Tivemos a honra de lançar a primeira semana do brincar em Dourados, a qual foi oficialmente instituída em calendário escolar e marcada por um brilhante encerramento no sábado, dia 1º, no Parque dos Ipês”, destacou Claudia Noda, coordenadora do Núcleo de Educação Infantil.

Incentivar o brincar “livre” foi a proposta central da Semana Mundial do Brincar em Dourados – Gizele Almeida

O encerramento da Semana do Brincar atraiu milhares de pessoas ao Parque dos Ipês, com inúmeras atrações dentro da proposta de incentivar atividades saudáveis e criativas ao ar livre.

Entre os dias 25 a 31 de maio, as unidades participantes desenvolveram arte e brincadeiras tradicionais ao ar livre, palestras de conscientização pelo direito de brincar e direitos da criança e atividades lúdicas diversas.

No dia 27, a coordenadora do Núcleo de Educação Infantil, Claudia Noda, participou da Tribuna Livre, na Câmara Municipal, e explanou sobre a proposta da Semana.

Durante as atividades, foram inseridas aos participantes brincadeiras como peteca, carriola, bilboquê, carrinho de rolimã, perna de pau, boca de palhaço, corrido do ovo, tendas e espaços sensoriais, caminhos táteis, circuitos, pé de lata, espaços sonoros, jogos, música, etc.

A contação de histórias teve participação de professores da Rede Municipal e artistas locais como Maria Marta e grande elenco, Aurineide com suas declamações, O Quintal com a presença de Rejani e Alessandra, Carlos Marinho com “Canções” e Marcos Coelho, juntamente com o Núcleo, preparou o espaço para os visitantes, com parceria da Adaer.

O evento foi encerrado com um “abraço simbólico” em Dourados por meio de uma brincadeira de roda, onde centenas de pessoas deram as mãos, ao som da canção de Lidia Orthelio,

“Abre a Roda Tindolelê”, e, por fim, o Guaxiré, tradição dos povos indígenas da etnia Kaiowá.

 

Publicado em: 04/06/2019 as 10:21 horas
Desenvolvido pelo Depto de Tecnologia da Informação - Secretaria Municipal de Administração - Prefeitura de Dourados - 2019