Semed apresenta projeto pioneiro para implantação de Libras na Educação Infantil

Reunião de apresentação do projeto à prefeita Délia Razuk na manhã desta quarta-feira – A. Frota

A Secretaria Municipal de Educação, por meio do Núcleo de Educação Infantil, apresentou na manhã desta quarta-feira (6) à prefeita Délia Razuk um projeto pioneiro no país, de implantação de Língua Brasileira de Sinais (Libras) no ensino da educação infantil no município.

Denominado “Literatura em Libras”, o projeto contemplará pelo menos 3 mil alunos das turmas de Pré I e Pré II, oferecidas nos Centros de Educação Infantil Municipal e nas escolas municipais, fomentando a inclusão pela Libras, considerada a segunda língua oficial no Brasil e em vias de se tornar obrigatória no ensino público.

A prefeita Délia destacou o caráter inovador e impactante do projeto na formação de cidadãos com capacidade para romper uma barreira na comunicação existente no país. “É maravilhoso saber que parte desta gestão um projeto que vai fazer a diferença para gerações futuras. Gostaria de agradecer a todos que estiveram envolvidos”, disse a prefeita, agradecendo aos profissionais pela pro-atividade em sanar demandas e colocando a gestão como apoiadora e incentivadora de ações para melhorar a prestação dos serviços.

Reunião de apresentação do projeto à prefeita Délia Razuk na manhã desta quarta-feira – A. Frota

A menção foi reforçada pelo secretário Upiran Jorge Gonçalves. Segundo ele, a equipe de técnicos da Semed tem demonstrado uma capacidade acima da média e o projeto demonstra este empenho. “Cada um com as respectivas responsabilidades demonstra um interesse muito positivo em melhorar a prestação da educação às nossas crianças e, impulsionados pelas mudanças e adequações nacionais, desenvolveram este brilhante projeto de implantação da língua de sinais para a educação infantil. Estou ciente de que a equipe da Semed tem capacidade e está de parabéns”, disse.

A apresentação do projeto foi feita pela coordenadora do NEI/Semed, Claudia Marinho Carneiro Noda, que destacou a abrangência da atividade e o potencial de aprendizagem do público-alvo. “É um projeto para 2019/20, que visa o ensino de Libras às crianças nas unidades de educação infantil urbanas, do campo e nas aldeias, tendo por certo que crianças aprendem mais e mais rápido”, disse Cláudia.

Além disso, segundo diretrizes nacionais, desde 2005, a previsão é que o ensino de Libras fosse inserido nas grades dos anos finais. “Assim, Dourados apresenta um projeto que atua no processo mais importante de formação do cidadão, que é a idade abrangida nos anos iniciais. É algo novo e grande, que eleva o status do ensino douradense”, disse Cláudia.

A coordenadora explicou, ainda, que a atividade extracurricular surge como solução para o preenchimento de um tempo de 50 minutos semanais que acabou surgindo em meio às adequações de oferta de carga horária no ensino municipal, principalmente em relação a concursados que tomaram posse recentemente.

Reunião de apresentação do projeto à prefeita Délia Razuk na manhã desta quarta-feira – A. Frota

“Estamos finalizando a normativa para publicar em Diário Oficial e iniciar o processo de cadastro de profissionais que vão atuar nesta seara”, finalizou Cláudia, destacando que o processo será de cadastrar profissionais capacitados, promover a seleção com apresentação a uma banca examinadora e proceder com a atividade.

Participaram da reunião, ainda, as coordenadoras do Núcleo de Educação Especial, Wanda Regina Calabretta Staut, dos núcleos Ensino Fundamental dos Anos Iniciais e Finais, Mariolinda Rosa Ferraz, e da Educação no Campo, Angelita Barros.

 

 

Publicado em: 06/02/2019 as 12:27 horas
Desenvolvido pelo Depto de Tecnologia da Informação - Secretaria Municipal de Administração - Prefeitura de Dourados - 2019