“Vamos vencer todos os desafios”, afirma Délia Razuk

Acompanhada de secretários, prefeita recebeu jornalistas na manhã desta quinta-feira – A. Frota

À véspera de completar seis meses de gestão, a prefeita Délia Razuk recebeu jornalistas na manhã desta quinta-feira (29) para entrevista coletiva. Durante uma hora de conversa com os profissionais da Imprensa, a prefeita de Dourados discorreu sobre realizações da administração, das dificuldades financeiras do município e afirmou que “este ano é para enfrentar desafios e, tenham a certeza, que vamos vencer todos eles e, em 2018, a realidade será outra, bem melhor”.

A prefeita iniciou falando que uma das primeiras medidas que tomou foi levar ao Tribunal de Contas do Estado e à Promotoria Pública a situação em que pegou a prefeitura, “com dificuldade de toda ordem”. Citou como maior desafio a manutenção da folha dos servidores e disse que gostaria muito de dar o reajuste que a categoria almeja, mas, “infelizmente não está sendo possível, por causa da crise econômica e, principalmente, por conta do impacto que o PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração) causou na folha”.

Citando números disponibilizados pela Secretaria de Fazenda, a prefeita revelou que o PCCR impactou a folha salarial em R$ 6 milhões. Mostrou que a despesa com pessoal este mês é de R$ 33,2 milhões, contra R$ 27 milhões em junho do ano passado.

Acompanhada de secretários, prefeita recebeu jornalistas na manhã desta quinta-feira – A. Frota

Em janeiro e fevereiro, a nova gestão assumiu folhas nos valores de R$ 27 milhões e R$ 26 milhões, respectivamente, incluindo despesas com rescisões de contratos e férias da gestão anterior. O maior impacto foi no mês de março, quando entraram os contratados da Educação. Neste mês a despesa com pessoal saltou para R$ 33,8 milhões, um acréscimo de R$ 8,1 milhões em relação a março de 2016.

A prefeita adiantou que pretende formar uma comissão com representantes das categorias de servidores para um “diálogo franco” e a busca conjunta de solução. “Tenho muito respeito pelos servidores. Temos nossas responsabilidades e eles também. Não vamos fazer nenhuma promessa em vão. Isso só leva ao enfrentamento e não queremos isso”.

Acompanhada de secretários, prefeita recebeu jornalistas na manhã desta quinta-feira – A. Frota

Segundo a prefeita, as dificuldades passarão com este primeiro ano. “Em 2018 voltará à normalidade”, previu, informando que já trabalha para elevar o índice de ICMS à altura do que representa Dourados no contexto estadual. Observou que em 2017 houve redução de repasses do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços, em média, de R$ 1 milhão ao mês.

Délia também comentou sobre a ida a Brasília e disse que Dourados é o primeiro município do país a se cadastrar no Programa Avança Cidades e que a administração já adota procedimentos necessários para a captação de recursos da ordem de R$ 30 milhões para recuperação da malha asfáltica. Também falou sobre programa habitacional e conquistas nas áreas da saúde e educação.

Délia Razuk disse que conta com o apoio de toda a bancada de MS em Brasília para a viabilização de recursos visando investimentos no Município.

A prefeita “abriu a palavra” para cada um dos secretários falar sobre as realizações de suas respectivas áreas. Depois, respondeu a perguntas dos jornalistas.

Publicado em: 29/06/2017 as 14:37 horas
Desenvolvido pelo Depto de Tecnologia da Informação - Secretaria Municipal de Administração - Prefeitura de Dourados - 2017